E o Tema foi: “Despreconceito”

E o tema da Capelania nesta terça-feira, na escola Magali Alonso, foi DESPRECONCEITO. O tema trouxe como alvo explicar aos alunos o que seria despreconceito, utilizando seu antônimo o preconceito, mostrando essa realidade na sociedade e em nossas vidas.

As experiências foram fantásticas e a certeza de que Deus está a frente cuidando de cada detalhe, é a marca desse trabalho.

Hoje, uma aluna partilhou emocionada que se identificou com o tema, pois já passou por uma situação onde o preconceito estava presente e uma das voluntárias pode ministrar palavra de benção sobre aquela jovem, reforçando o seu valor para Deus: – “Falei que Deus a ama e que Ele pode ajudá-la a esquecer tudo que passou. Dei um abraço bem apertado nela e fiquei de orar pela sua vida”, disse Ana.

A voluntária, Renata, também fala sobre uma aluna, por quem  ela ora, tendo partilhado isso com a mesma, após ter recebido um abraço da aluna, soube de outros motivos de oração daquela  jovem, bem como um pouco de sua realidade. –“ Uma menina alegre, cheia de vida e saúde. Falar que Jesus pode mudar a história dela  é uma alegria pra mim! De fato eu creio em Jesus e no poder que Ele pode operar”, partilha Renata.

Mas as bênçãos não param, pois Ana e Edson compartilham que tiveram suas orações respondidas: -“ Eu fiquei feliz em ver a provisão de Deus, porque nossa maior necessidade era mão de obra. Mas hoje Deus supriu super abundantemente”, diz Edson. –“ Deus é bom…é muito bom.Ele cuida de TUDO e Responde as nossas orações. Oramos pedindo voluntários,  não foi? O nosso grupo está lindo demais e dou graças e Glória a Deus por isso”, disse Ana entusiasmada com a ação e resposta de Deus.

E assim como Deus respondeu as orações dos voluntários enviando novos trabalhadores para essa obra, esse projeto também foi resposta de Deus a alguém que queria servir ao Senhor: -“ Louvo ao Senhor por ter ido fazer o treinamento e estar envolvida nesse trabalho”, afirma Ana.

Quantos motivos de gratidão a Deus pelo que tem feito, pela equipe, pela capacitação, pelo envolvimento e pelos frutos do trabalho que já são visíveis.

Se você quiser fazer parte desse projeto, entre em contato com o Coordenador de Capelanias, Rafael França, através do telefone: (13) 97411-3910.

 

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *