By Fábio Lázaro

Tudo muda quando você muda #1: Confira tudo o que aconteceu na primeira “Escola da Vida” promovida pela MPC BXS em 2018

Se dissermos que não é cansativo estaremos mentindo. Mas mentira também seria se falarmos que esse desgaste físico não vale a pena ao vermos o resultado final.

Com certeza a frase acima define o sentimento de cada voluntário envolvido nos cinco dias de imersão na Escola Estadual Antônio Pacífico, no Jóquei Club, em São Vicente, para o projeto “Escola da Vida”.

Na última semana, entre os dias 23 e 27 de abril, cerca de 70 voluntários estiveram presentes de forma ativa em uma semana de contato intenso com os alunos dos 8ºs e 9ºs anos da escola.

Enquanto alguns palestravam, outros corrigiram as “Cartas para Deus”, proposta do projeto para com os alunos, já outros desenvolveram suas habilidades artísticas etc. Tudo para que fosse plantada a semente da mudança, que é Jesus, para que tudo possa mudar na vida desses jovens e adolescentes.

Segunda-Feira

Foi a terceira vez que o projeto chegou ao Pacífico, sendo o segundo ano consecutivo de realização. Por sinal, alguns alunos de 9º ano que foram do 8º, quando a imersão havia acontecido no ano anterior, logo, sabiam bem do que se tratava.

Mesmo assim, a agitação do primeiro dia foi um empecilho para que a Profª. Camila Victorino pudesse desenvolver a sua palestra sobre autoestima.

A coordenadora da EDV na Baixada Santista, Rosemary Fordelone, comentou sobre a dificuldade do dia inicial: “Na segunda os alunos estavam bem agitados e a palestra foi bem difícil”.

Uma das salas estavam em dia de prova na segunda-feira, o que impossibilitou que eles assistissem a palestra. Entretanto, a equipe da MPC BXS organizou uma “força tarefa” para que no dia seguinte, antes de assistirem a palestra sobre vocação, os alunos pudessem bater um papo sobre autoestima.

Por fim, mesmo com a agitação natural dos alunos, o recado foi dado de forma magnífica pela profissional de ensino.

Terça-Feira

Por mais que a coordenadora do projeto tenha sido taxativa quanto a dificuldade do primeiro dia, a mesma admitiu que nos demais momentos a agitação dos alunos foi substituída pela atenção: “Com o passar dos dias ganhamos a confiança e os palestrantes conseguiram captar a atenção deles de forma especial”, disse Rosemary.

E essa atenção especial foi observada já no segundo dia de palestras, onde o Primeiro Sargento do Sexto Agrupamento de Bombeiros de Santos, Juarez Veiga, ministrou uma fala sobre vocação, convidando os alunos a pensarem quanto ao seu futuro.

“Colaborar no Projeto Escola da Vida foi algo bem marcante, especial e gratificante, principalmente porque eu acredito que a educação, a informação e o conhecimento gera transformação nas pessoas”, disse Juarez.

Foco no propósito, frustração e corrida rumo aos objetivos foram os cernes da fala do Sargento que afirmou ter encontrado corações sedentos e uma galera interessada.

Quarta-Feira

Já na quarta-feira, o tema abordado, “Consciência Política”, foi delicado, principalmente por se tratar de adolescentes de 13 a 15 anos. O responsável por ministrar esse tema foi o jornalista Victor Miranda, que admitiu a dificuldade do tema, principalmente dentro do momento atual vivido no Brasil, de desesperança política generalizada.

“É um tema de rejeição natural, mas, mesmo assim, conseguimos trabalhar com os jovens”, disse Victor.

Segundo o jornalista: “O principal intuito da palestra foi mostrar que não adianta condenarmos os políticos se não mudarmos nossas pequenas atitudes diárias”.

Quinta-Feira

Se na quarta o tema ministrado possui uma rejeição natural entre os jovens, o de quinta tem uma aprovação quase que instantânea. Sexualidade, foi a fala ministrada por Jadson Ribeiro, Pastor Líder de Jovens da Comunidade Batista da Paz, Igreja Batista localizada em São Vicente.

Com bastante descontração, linguagem informal e exemplos práticos, Jadson abordou assuntos recorrentes dentro do tema como: doenças sexualmente transmissíveis, exposições virtuais, valorização pessoal etc.

Sexta-Feira

Diferentemente dos outros dias, a sexta-feira contou com um evento cultural para encerramento do projeto. Esse evento presenteou todas as turmas que integraram o projeto participando ao mesmo no tempo no pátio da escola.

A atividade contou com apresentações artísticas como: o músico Anderson Silva, o grupo de dança “Alpha B” e o grupo de teatro “A Diferença”.

Outro momento importante foi a entrega da premiação aos vencedores da redação “Carta pra Deus”. Uma comissão de cerca de 20 pessoas avaliaram as cartas mais sinceras e escolheram o garoto Leonardo Menezes, do 9º ano A, como terceiro colocado, ganhando uma squeeze personalizada. Já a aluna Jéssica França, do 9º D, ficou em segundo lugar, ganhando assim um fone de ouvido wireless. Mas, a grande campeã, saiu do 8º ano D, Adila Araújo ganhou uma bicicleta aro 26.

Contudo, o momento mais especial foi o encerramento, onde o ex-campeão brasileiro de BMX Freestyle, Rafael Nascimento, falou sobre Jesus. Em uma ministração emocionante e impactante que durou cerca de 15 minutos, vários alunos tomaram à frente do pátio em oração e reconhecimento de que precisam da mudança que vem de Cristo.

“Eu piro demais quando falo de Jesus, na verdade, eu tomo muito cuidado nas capelanias para não falar dele diretamente. Mas, pra mim, ali estava bombando. Eu estava feliz e ao mesmo tempo nervoso, pois sou um cara apaixonado pela presença de Deus e por jovens se rendendo ao Senhor”, disse Rafael.

Para Rafael, que também faze parte do corpo de voluntários da MPC BXS, enquanto Jesus estiver queimando em nosso peito, vamos impactar a nossa geração.

By Fábio Lázaro

Mesmo com a “Escola da Vida” acontecendo no Pacífico, Capelania em São Vicente não parou na última semana

Na última semana de abril, entre os dias 23 e 27, aconteceu a primeira Escola da Vida de 2018, no Colégio Antônio Pacífico, em São Vicente. Entretanto, o grande contingente de voluntários imergidos de segunda a sexta no colégio do Jockey não foi motivo para que o trabalho de capelania escolar parasse nas demais escolas da cidade vicentina.

Entre terça (24) e quarta (25), três escolas de São Vicente receberam estudos específicos e voluntários dispostos a conhecer cada vez mais o projeto que trás princípio, valores e virtudes.

Na terça, além do trabalho da “Escola da Vida”, mais duas equipes distintas se envolveram na capelania. Na Vila Margarida, três voluntários estiveram no Margarida Pinho Rodrigues. Já no Catiapoã, o trabalho contou como novos voluntários conhecendo a ação na Escola Maria Thereza.

Confira abaixo como foi o trabalho de Capelania em São Vicente nessa semana:

Terça – Margarida Pinho Rodrigues

Mesmo com um contingente reduzido de voluntários, o projeto no Pinho foi um dos que mais aconteceram coisas positivos.

As quatro pessoas que tiveram presentes na atividade desta terça puderam observar o início dos frutos naquele lugar, seja com os alunos ou com o corpo docente.

Segundo, Jaderson Martins, um dos voluntários, ao entrar em uma sala, um aluno o chamou, colocou o fone ligado no seu celular no ouvido de Jaderson para que o mesmo ouvisse o louvor que o aluno escutava. Em outra sala, ao receber o brinde (uma caixa de Bis) o aluno afirmou que dividiria com a classe, pois aprendeu com a equipe da MPC, em outra oportunidade, a importância da divisão.

Na saída, a direção da escola procurou os voluntários sugerindo que o projeto fosse apresentado aos pais em uma ação conjunta entre MPC BXS e escola, na celebração de dias das mães que acontecerá há duas semanas.

Terça – Maria Thereza

Na segunda semana seguida de atividade no colégio localizado no bairro do Catiapoã, novos voluntários integraram-se ao time da MPC. No total, seis pessoas estiveram presentes, sendo quatro pela primeira vez.

A percepção desses novos voluntários foi a prática não proselitista da equipe nas salas de aula, abordando, acima de tudo: princípios, valores e virtudes. Nessa semana, o tema abordado foi unidade.

Para Herik Bastos, voluntário que participou pela primeira vez do trabalho de capelania, disse: “Eles (alunos) acolhem, pois não estão sendo julgados e apontados. Eles vem Jesus na vida dos voluntários de uma forma bem clara”.

Quarta – Pinheiro Júnior

Na quarta-feira, a equipe de voluntários da MPC Baixada Santista contou com quatro voluntários, assim como no Pinho, para desenvolver o trabalho no colégio da Área Continental.

A voluntária Cristiane Lopes acompanha a equipe do Pinheiro há um mês e percebeu uma quebra de barreira entre alunos e voluntários. Segundo ela, alguns adolescentes vão até os voluntário quando estão sem professor no intuito de que a equipe realize o trabalho em sua sala.

“Queria eu ter a oportunidade que eles estão tendo na minha juventude”, disse Cristiane.

By Fábio Lázaro

Instituto Neymar Jr recebe capelania pela primeira vez em 2018

(Foto: Reprodução/MPC Baixada Santista)

Após um trabalho de quatro meses realizado pela equipe da MPC BXS em 2017, a instituição retomou as atividades no Instituto Neymar Jr nesta sexta (27). O projeto na entidade acontecerá mensalmente, nas últimas sextas de cada mês.

O instituto soma atividades acadêmicas com treinamentos esportivos de diversas modalidades para, ao mesmo tempo, entreter jovens e adolescentes e descobrir novos talentos esportivos brasileiros.

A atividade foi feita de uma vez com todos os alunos presentes no auditório do Instituto e teve a duração de uma hora. No período os quatro voluntários que estiveram presentes apresentaram o projeto, mostraram vídeos sobre o trabalho que tem sido realizado em outras instituições na Baixada Santista e desenvolveram uma atividade específica sobre respeito. Além da aplicação da lição, como sempre, foi feita a tradicional dinâmica com os garotos.

O retorno dos professores foi positivo e o projeto continuará de vento em polpa na instituição do maior jogador de futebol brasileiro da atualidade.

By Marcos

Perseverança – O tema abordado visa a ensinar os alunos a permanecer fazendo e sendo aquilo que eles acreditam.

Hoje, no período da manhã, estivemos na  EE Magali Alonso (PG) falando sobre Perseverança.

O tema abordado visa a ensinar os alunos a permanecer fazendo e sendo aquilo que eles acreditam, mesmo em situações adversas. Esse é um tema de suma importância para a realidade que eles vivenciam hoje, devido as pressões de grupo e tantas propostas ruins que surgem diante deles, muitas vezes ou quase sempre  camufladas de “status”, vida feliz, aceitação.

A dinâmica trazia a seguinte proposta: perguntar a um dos adolescentes (ou alguns adolescentes) para qual time torcia e em seguida, tentar fazê-lo mudar de time oferecendo muitas coisas “tentadoras” como chocolate, doces, etc. E não é que eles conseguiram se manter firmes e focados.

Lucas diz que: -“Fiquei muito feliz ao ver um aluno chamando a atenção do restante da sala para que prestasse atenção no que estava sendo falado, porque  aqueles momentos com a gente eram importantes para ele”. Mesmo que de uma única voz, relatos desse tipo são como combustíveis para continuarmos ministrando e, crendo nos sonhos de Deus para esses adolescentes.

-“Vi alguns alunos do lado de fora chateados porque hoje era dia de capelania e eles não participariam pois estavam sem aula. Isso demonstra o quanto é  bem vindo e quanto agrega a eles esse trabalho”, afirma Alexsandra. Os voluntários tomaram conhecimento disso pois alguns alunos terem saído cedo da escola e acabaram encontrando com eles, que estavam chegando para a capelania.

Nós que capelaniamos por ai, temos essa palavra Perseverança como chave para nós também. Diante desses relatos e, até de alguns outros não tão bons assim, só nos cabe pedir a Deus que nos dê um coração perseverante. Um coração que não negocia nada para  estar toda quarta feira pela manhã semeando esperança nessa escola. Nós acreditamos naquilo que Deus pode fazer na vida desses adolescentes, a partir de corações que serão restaurados e capazes de sonhar. Cremos na poderosa semente que lançamos, pois ela é sobrenatural. Ela é a própria palavra do Deus vivo que vem pra trazer vida por onde passa.

E você? Tá afim de perseverar nessa conosco?

Se você quiser fazer parte desse projeto, entre em contato com o Coordenador de Capelanias, Rafael França, através do telefone: (13) 97411-3910.

By Marcos

Na PG foi dia de “capelaniar” com o tema “Responsabilidade”

Terça-feira, 26/04, aqui na PG foi dia de “capelaniar” com o tema “Responsabilidade”, no período da tarde na  EE Magali Alonso.

O tema trazia o desafio de ensinar aos alunos o que é responsabilidade, que muitos serão responsáveis por outras pessoas, coisas, lugares e funções. Porém, todos serão responsáveis, principalmente, pela própria vida.

A dinâmica consistia na observação, pelos alunos, de imagens de diversas profissões. E a partir dessa observação os alunos deveriam falar a função de cada uma delas. Assim, eles perceberam que cada profissão tem um tipo de responsabilidade diferente, refletindo suas respostas com o que cada um “escolhe para ser na vida”.

-“Às vezes, a gente pensa que vai falar sobre um tema, que eles não estão preparados para ouvir, mas pelo contrário, eles sabem muito bem”, diz Edson, animado com a interação dos alunos diante do tema proposto. E continua: -“Na última sala que a gente foi, um aluno começou a falar dos sonhos dele. Sonho de estudar, de ter uma profissão e de conquistar seus objetivos. Achei interessante porque é um dos alunos mais “entusiasmados” da classe e naquele momento ele abriu o coração para sala inteira e todos ficaram em silêncio para ouvi-lo e nós, o incentivamos a buscar seus sonhos com responsabilidade”.

É muito bom ver o que Deus está fazendo na vida desses adolescentes. E os voluntários? Continuam “Semeando Esperança nas Escolas”! Esperança que gera vida, que faz sonhar e acreditar que Deus pode transformar a história desses jovens.

Se você quiser fazer parte desse projeto, entre em contato com o Coordenador de Capelanias, Rafael França, através do telefone: (13) 97411-3910.

By Fábio Lázaro

Antonio Pacífico recebe última capelania antes da primeira “Escola da Vida” do semestre

Nesta sexta (20), os alunos da Escola Antônio Pacífico, no Jockey Clube/SV, receberam mais um estudo de capelania. O tema foi o mesmo aplicado na terça na Escola Margarida Pinho, na Vila Margarida/SV, e quarta no Pinheiro Jr., na Área Continental/SV.
Aproveitando a abordagem tradicional de todas as semanas, a equipe da MPC-BXS também anunciou aos alunos a realização do projeto “Escola da Vida”, que acontecerá na próxima semana, entre os dias 23 e 27 de abril, com os alunos dos  oitavos e nonos anos. Sendo assim, os jovens dessas classes já poderão iniciar a escrita de suas cartas para Deus, concorrendo a um prêmio especial ,pós eleição, do  texto mais sincero.
O trabalho, dessa sexta, contou com novos voluntários. No total, seis pessoas estiveram presentes na escola, sendo  duas delas  pela primeira vez.
A Capelania no Pacífico acontece semanalmente, às sextas, entre 7h30 e 10h. Já, o Escola da vida acontecerá durante toda a semana que vem, de segunda a sexta, durante o período matutino, sendo que  na sexta-feira, ocorrerá o Evento Cultural.
By Fábio Lázaro

Com equipe de voluntários crescendo, Escola Pinheiro Júnior recebe capelania, nesta quarta (18)

Em mais uma semana de atividades educacionais na Escola Estadual José de Almeida Pinheiro Júnior, no Parque das Bandeiras/SV, os alunos foram direcionados a pensar sobre o foco que têm tomado em suas vidas.
O destaque foi o número de voluntários residentes da Área Continental que participaram. Nesta quarta, totalizaram-se sete integrantes da MPC-BXS sendo que quatro são do próprio bairro da escola e das redondezas.
Com a participação massiva e espontanea  dos alunos e até mesmo dos professores, houve um grande envolvimento tanto no momento da dinâmica quanto na aplicação da lição.
Uma semana após a posse da nova direção do Grêmio Estudantil do Pinheiro, na qual os voluntários da MPC-BXS participaram ativamente,  auxiliando no processo de formação, muito  se questionou  sobre as atividades conjuntas do Grêmio, MPC e Escola a partir de agora. A ideia é que a MPC siga caminhando ao lado do Grêmio e dos alunos.
Coordenador de capelania da MPC-BXS, Rafael França, afirmou que a adesão de novos voluntários dá um ânimo novo ao projeto: “Fiquei feliz porque voluntários têm aparecido e vejo lá uma terra fértil. Porém, muitas vezes o trabalho fica acuado por falta de mão de obra e, nas duas últimas semanas houve uma mobilização de voluntários que influencia tanto na equipe quanto nos alunos que veem caras novas”.
By Fábio Lázaro

Dada a largada: MPC Baixada Santista inicia trabalho de Capelania na Escola Estadual Maria Thereza, em São Vicente

Nessa quarta (18), a equipe da MPC-BXS começou um novo trabalho de capelania em São Vicente, na Escola Estadual Maria Thereza da Cunha Pedroso, localizada no bairro do Catiapoã.
Diferentemente da aula inaugural, que aconteceu em uma quarta, as capelanias nessa escola acontecerão às terças-feiras no primeiro período de aula, a partir das 7h30.
Com a efetivação da equipe de voluntários do Margarida Pinho, na Vila Margarida/SV, o início do trabalho na escola do Catiapoã será o primeiro experimento da equipe da MPC-BXS concomitantemente em duas escolas realizando o mesmo trabalho, ou seja, enquanto uma equipe fará a capelania no Pinho outra, ao mesmo tempo, aplicará no Maria Thereza.
A apresentação desta quarta contou com três voluntários da MPC na Baixada, entre eles, o líder do projeto no Litoral, Marcos “Cola”, que comparou a ação com uma ferrovia: “Sinto como se fossemos um vagão. Deus é como a locomotiva, Ele vem com a força e nós vamos com o vagão e só passamos as informações”. Para Cola, a aceitação dos alunos está vindo da parte de Deus: “Não precisamos fazer muita coisa, muita estratégia, pois estamos num projeto do coração de Deus”.
Para quem quiser integrar a equipe de capelania do Maria Thereza, é imprescindível que esteja no “Treinamento de Novos Voluntários” que acontecerá durante todo o dia 5 de maio.
By Marcos

O tema da semana é “Humildade”. Os voluntários ministraram na vida dos alunos sobre o que é humildade e como podemos colocá-la em prática.

E mais uma semana se inicia para a equipe de voluntários, aqui na PG. Hoje,  no período da tarde , na  EE Magali Alonso, foi ministrada  mais uma verdade da palavra de Deus.

Essa semana foi desafiadora! Normalmente, temos 15 minutos em cada sala para fazer a dinâmica e ministrar a palavra. Contudo, hoje, devido à semana de provas, tivemos de diminuir nosso tempo para 10 minutos, que precisariam ser bem calculados e planejados para que nossos adolescentes não perdessem nada do que Deus queria ministrar a vida deles. Mas, a equipe captaniada por Edson Basílio estava super preparada para esse percalço. Desmarcar não era uma alternativa para eles.

O tema da semana é “Humildade”. Os voluntários ministraram na vida dos alunos sobre o que é humildade e como podemos colocá-la em prática. Na dinâmica: os alunos tiveram a oportunidade de elogiar e de serem elogiados, algo que não é nada comum no dia a dia deles. Os alunos aprenderam com o exemplo de Jesus, que era humilde, apesar de ser Deus, sempre se portou como quem viveu para servir e abençoar o outro, inclusive  dando sua vida.

A voluntária ,Renata, em uma conversa com a equipe, comenta sobre a dinâmica ,reforçando a importância que ela tem no desenvolvimento do trabalho: – “As dinâmicas aplicadas são de suma importância para atrair a atenção dos adolescentes para que atentem à palavra. É um desafio atrair a concentração deles em meio a rotina da sala de aula, com diferentes faixas etárias , contextos e maturidades. É necessário que tudo esteja em sintonia para evitar a dispersão, uma vez que é difícil atraí-los”.

Sonia e Edson comentam que percebem o interesse e participação dos professores durante as aulas de capelania : -“ Uma professora me disse que vê esperança; uma grande mudança na vida deles e, uma outra, que disse, que ora por seus alunos antes de iniciar sua aula. Tantas vezes focamos nos alunos, mas os professores também tem recebido a palavra”.

E a sensação de avanço e satisfação invade cada vez mais o coração da equipe, trazendo a certeza que estão compartilhando a vontade de Deus : -“A sensação de missão cumprida é muito boa ao final”, diz Sonia.  E, completa Basílio: “Vejo que todas aquelas barreiras que tínhamos no começo, definitivamente, caíram por terra” .

E assim, a obra do Senhor vai avançando. Porém , os desafios não param de crescer. Precisamos de mais voluntários e  ainda, com    aos relatos da semana, somos impelidos a todo instante a cercarmos esses adolescentes de oração, até mesmo em sala de aula, enquanto ocorre o trabalho da  capelania, para que nada roube aquilo que está sendo ensinado ali. Sabemos que estamos em  guerra e,  clamamos ao Deus da batalha para que envie novos guerreiros. Você está dentro dessa com a gente?

Se você quiser se juntar a nós, entre em contato com o Coordenador de Capelanias, Rafael França, através do telefone: (13) 97411-3910.

By Fábio Lázaro

Em capelania desta terça (17) alunos do Colégio Pinho ouvem ensino sobre foco

Em mais uma início de semana de capelanias em São Vicente, a equipe de voluntários da MPC-BXS esteve na Escola Estadual Margarida Pinho Rodrigues, na Vila Margarida/SV. O tema abordado dessa vez foi “Foco”, onde os alunos foram desafiados a participar inicialmente de uma dinâmica que envolvia os seus sonhos dentro de uma bexiga que ficava espalhada entre as demais bexigas de seus colegas na classe. Para que fosse localizado o seu balão (que representava o seu sonho) o aluno precisava se manter focado com os olhos fixos no objeto enquanto as circunstâncias tentavam o tirar a concentração.

Nesta oportunidade, ouvimos os mais distintos sonhos: do garoto que deseja ser político ao desejoso em publicar um livro de poesias. Após isso, foi aplicado uma lição em cima da carta de Paulo aos Hebreus, onde os primeiros versículos do capítulo 12, dizem: “Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus”

Mesmo com o desfalque de algumas voluntários que costumam frequentar a capelania nas terças, a equipe da MPC-BXS contou com oito pessoas, sendo uma que participou pela primeira vez para conhecer o projeto.

Ao final da atividade, a voluntária Mira Rodrigues, que aplicou a lição pela primeira vez em sala de aula, comentou sobre a experiência: “Fiquei um pouco nervosa, mas Deus capacita. Eu só estudei, orei e Deus usou a minha vida para fazer a vontade dele”. Mira também é voluntária do Projeto “Desperta Débora”, parceiro da MPC, e comentou sobre a sua perspectiva do projeto no Margarida Pinho:”Estou vendo cada dia um progresso maior. Inclusive, os alunos estão focados na palavra, prestando mais atenção”.

A capelania no Margarida Pinho acontece toda terça-feira entre 7h30 e 10h.